Vento derruba árvores e ondas levam água do mar para ruas do Recife

4327728Os ventos fortes que atingem o Grande Recife nos últimos dias provocaram a queda de pelo menos mais cinco árvores entre a noite de quinta (16) e manhã desta sexta-feira (17). Os incidentes provocaram danos em veículos e queda de energia nos bairros do Espinheiro, Santo Amaro, Cordeiro, Iputinga e Ipsep, nas zonas Norte, Oeste e Sul da capital, respectivamente. Aliada à maré alta, a ventania ainda provocou fortes ondas, que levaram a água do mar para as ruas de Brasília Teimosa, na Zona Sul, que ficaram inundadas. Segundo a Agência Pernambucana de Água e Clima (Apac), ventos fortes devem continuar ao longo do mês de agosto.

Em entrevista ao Bom Dia Pernambuco desta sexta, o gerente de metereologia da Apac, Patrice Oliveira, explicou que a ventania é causada por uma interação de um sistema chamado Anticiclone do Atlântico Sul. São ventos que vêm do sul do Oceano Atlântico e se encontram com os ventos que vêm do leste. “Ontem [quinta] foram registradas bastante rajadas de vento ao longo do dia e isso ocorre porque a alta do Atlântico Sul está bastante intensa. As rajadas estão com intensidade elevada e nós temos, ao longo do litoral, uma avenida que canaliza ainda mais o vento. Com isso, quando a rajada chega, derruba postes, árvores, semáforos”, explicou.

Segundo Patrice Oliveira, foram registradas rajadas de vento de até 53,5 quilômetros por hora na tarde de quinta. O medidor da Apac fica na Várzea, na Zona Oeste. Por isso, acredita-se que, no litoral, ventos tenham chegado até a 60 km/h. Ao longo da quinta, a ventania provocou muitos estragos na cidade, derrubando árvores, poste e tapumes de obras. Tijolos de paredes em construção também caíram em Olinda, danificando veículos.

Por: G1 PE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *