Traipuenses protestaram contra fechamento de agência bancária

O dia 26 de outubro foi a data escolhido pela comunidade traipuense para protestar contra a medida que fechará a agência do Banco do Brasil no município.

A pouco menos de um mês da data prevista para que todos migrem suas contas para cidade vizinha, Girau do Ponciano. “Por qual motivo tomaram essa atitude? O município estatisticamente não é violento ou inseguro, os comerciantes usam a agência como a principal fonte de acesso a recursos, principalmente os aposentados e pensionistas, estamos voltando no tempo”, disse um dos comerciantes locais.

Centenas de pessoas em uma só voz dizendo: Não vamos deixar que a agência seja fechada. Embora Traipu seja vista como uma cidade que vive intensamente os ideais políticos partidários, o que pode ser visto foi um povo unido, apenas um lado havia entrado em cena, o lado do povo.

Um a um, os manifestantes iam expondo os motivos que os levava a se manifestarem contra o fechamento da agência.




Presidentes de associações e sindicatos, vereadores e principalmente comerciantes demonstravam o repúdio diante da supracitada medida. O empresário Robson Nascimento relatou que apenas três funcionários se esforçam para suprir a demanda, e que deveriam ser disponibilizados mais funcionários para Traipu, não fecharem a agência.

O assunto é o mais comentado na cidade ribeirinha. Os traipuenses foram pegos de surpresa. “Vamos lutar até o fim contra essa decisão, é arbitrária, eles vão prejudicar toda a população local, o Legislativo de Traipu não ficará passivo nesse momento”, disse o presidente da câmara, Etinho Dias.

Já “Marquinho de Cabo”, indignado, falou do desrespeito para com o traipuense, seguido assim de vários outros vereadores e representantes políticos, como a vereadora Vânia de João de Deta, essa relatou que irá redigir moção e buscar assinaturas da população, em repúdio a atitude de fechar a agência.

Após exporem suas reivindicações, a população vai esperar cinco dias para que a situação seja solucionada, do contrário, prometem um protesto ainda maior, dessa vez acontecerá em Girau do Ponciano, pra onde estão sendo transferidos. Querem que a gente vá pra Girau, então vamos, mas vamos fechar o banco de lá, disse um comerciante revoltado.

O Portal Traiu Notícia não conseguiu falar com a assessoria do Banco do Brasil, contudo nos colocamos a disposição para eventuais esclarecimentos.

Por: Traipu Notícia  

Imagem: Traipu Notícia 

Galeria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *