Traipu: quilombolas denunciam atos de racismo pela Igreja e prefeitura

miniatura (1)Integrantes da comunidade quilombola localizada no Distrito Mumbaça, procuraram a sede da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Alagoas (OAB/AL) para denunciar que estão sendo vítimas de racismo por parte de integrantes da Prefeitura e da paróquia da cidade de Traipu, Sertão alagoano. Os líderes da comunidade relatam que caso, ao se declararem quilombolas, deixaram de ter acesso a serviços básicos até então ofertados pelo poder público, além de ficarem impedidos de participar de cerimônias religiosas realizadas pela Igreja Católica.

De acordo com a integrante da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial, (Cojira), Valdice Gomes, os quilombolas relataram uma série de situações que comprovariam que eles, de fato, estão sendo vítimas de racismo.

“Essa situação é um absurdo. Um ato de racismo, discriminação, sobretudo de desconstrução da ancestralidade. Ter acesso aos serviços básicos é direito de todos. E ninguém pode ser simplesmente excluído de tais conquistas por fazer parte de um quilombo”, expôs Valdice.

A comunidade está sendo prejudicada e perseguida, declarou representante da comunidade Quilombola, Manuel Oliveira.

Entre as queixas apresentadas pela comunidade, aponta Valdice, destaca-se também a negativa de atendimento médico em um posto de saúde. O Ministério Público Federal (MPF/AL) já foi comunicado e realiza diligências no sentido de apurar as denúncias.

“Por ser quilombola e reafirmar sua raça, as pessoas estão sendo sendo oprimidas. Toda essa situação acaba, infelizmente, prejudicando o dia a dia da comunidade. Nossa expectativa é que MPF e OAB nos ajude nesse trabalho”, reforçou Valdice Gomes.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Traipu, as denúncias apresentadas pelos quilombolas são vazias e motivadas por questões políticas. Ainda segundo a assessoria, a Prefeitura não se nega a ofertar nenhum tipo de serviço. Ao contrário, reforça a assessoria, o Município também tem trabalhado para favorecer as minorias.

Não conseguimos contato com a assessoria da igreja.

Por:Redação com Gazeta Web

One thought on “Traipu: quilombolas denunciam atos de racismo pela Igreja e prefeitura

  • Avatar
    12 de fevereiro de 2015 at 15:13
    Permalink

    Meu nome é Janiel Albuquerque, sou membro da #Igreja_Católica de Mumbaça, há pelo menos 10 anos, quando digo membro quero dizer que sempre fui ativo na Igreja,conhecedor de suas ações e atitudes, por isso, posso garantir, com todas as letras, dou fé, que tudo que foi falado nessa DENUNCIA, NUNCA procedeu, se quer uma discriminação mínima, nada, nunca saiu da Igreja. O que vejo são pessoas iludidas e influenciadas por gente de má fé, que deseja, a todo custo, derrubar e manchar a Imagem da Igreja, que é Cristo. Ao contrário do que algumas pessoas argumentam, nós sempre procuramos UNIFICAR o povo, respeitando e incentivando suas tradições, chegamos até a fazer em parceria com a Escola Municipal local, um #Seminário_Cultural, onde trabalhamos a história do povoado, respeitando, sempre suas raízes Remanescentes. Além disso,o grupo de Jovens, liderado por mim e pelo #Professor Joílson Bomfim, realiza ações anuais que ajudam a sustentar a cultura Quilombola local com #Danças, #Quermesse e visita aos domicílios, levando A PALAVRA de DEUS e, recentemente, criamos um Belíssimo Grupo de Jovens, no Sitio Uruçu, que tem muita cultura raízes Negras e Quilombolas, isso porque SEMPRE respeitamos a todos, pois esse foi o ensinamento deixado por Cristo nosso Senhor: “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.”(João 15:12).
    A Palavra também nos orienta a #SERVIR a todos – está em Marcos 9, 15.Em I Pedro diz:”#Tratem a todos com o devido #respeito: “#amem os #irmãos, #temam a #Deus…” (1 Pedro 2:17). Meus irmãos, humildemente, peço oração pelas pessoas que estão querendo manchar a nossa Igreja, o que nós podemos fazer? A #Igreja é #ABERTA a #todos, #DEUS é #DEUS de #todos, afinal está escrito na Bíblia: “Vós todos sois irmãos” (Mateus 23:8). Pedimos desculpa se alguma vez ofendemos o Credo, a Raça Condição Social ou a índole de alguém, desconhecemos tal ato, só pedimos que #PAREM de levantar FALSO TESTEMUNHO, é pecado e está nos mandamentos: “Não levantar falso testemunho (Ex 20,16)!!!” #Deus abençoe a todos e vamos com #FÉ levar o amor de DEUS a todos e sempre com o coração humilde… 🙂

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *