Servidores da educação desocupam prefeitura de Lagoa da Canoa após 12 horas de protesto

aW1hZ2Vucy8xNDQwNjg3MTI3YWEuanBnA ocupação da sede da prefeitura de Lagoa da Canoa por professores da rede municipal de ensino foi encerrada na noite desta quinta-feira (27), após mais de doze horas de protesto. A categoria reivindica o reajuste salarial de 13% como foi acordado pelo governo federal e o dinheiro que foi descontado pelos dias em que os educadores fizeram paralisações nos meses de junho e julho.

Segundo informou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), Juraci Pinheiro, o juiz responsável pelas comarcas de Feira Grande e Lagoa da Canoa, José Miranda Júnior, ofereceu a possibilidade da categoria negociar no fórum na segunda-feira (31) uma saída com a prefeitura.

“O juiz ligou e informou que o prefeito Álvaro Bezerra de Melo (PMDB) entrou com uma liminar para desocupar o prédio. E nos ofereceu a opção da negociação ou da retomada. Os servidores queriam ficar, mas confiam que a Justiça ajudará a resolver essa questão”, informou.

Cristiano Francisco, representante municipal do Sinteal em Lagoa da Canoa, informou que os professores apenas estavam aguardando o procurador municipal para mostrar que entregaram a sede da prefeitura da mesma forma que a encontraram.

Pela manhã, os professores farão um ato público contra a administração pública de Lagoa da Canoa e o prefeito Álvaro Bezerra de Melo (PMDB). “Será acima de tudo, um protesto pacífico”, avisou Cristiano.

Por: Diário Arapiraca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *