Segurança Pública monta força-tarefa especial para o agreste

47501159eb55042b2458151dc1c51bc4_LA Secretaria de Segurança Pública (SSP) decidiu, em Mesa de Situação, montar uma força-tarefa para atuar na cidade de Arapiraca, a partir desta quarta-feira (1º). Pela Polícia Militar irão cinco viaturas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e pela Polícia Civil quatro equipes, sendo duas da Asfixia e duas da Operações Litorâneas (Oplit).

Delegados também reforçarão as ações. Além dos policiais envolvidos diretamente nas operações, o 3º Batalhão ganhará reforço na área da Inteligência com o envio de investigadores da 2ª Seção, do Comando-Geral.

A preocupação do secretário Lima Junior com os índices da violência em Arapiraca resultou em discussões e decisões rápidas adotadas em Mesa de Situação.

“Temos que blindar as ações dos criminosos e, no momento, Arapiraca carece desse olhar especial. O governador Renan Filho também acompanha a situação em todo Estado e nos cobrou uma atenção especial para o Agreste. Então, já estávamos programando a ação. A partir desta quarta-feira, teremos um aparato policial na cidade com ostensividade e inteligência trabalhando juntos, e por tempo indeterminado. Temos a convicção de que o resultado será altamente positivo”, ressalta o secretário Lima Junior.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Sampaio, afirma que o reforço policial será diário e sem previsão de retirada da tropa.

“A PM enviará sua tropa especial, visto a preocupação com a situação. Todos estão preparados para somar com o 3º Batalhão e com a Polícia Civil para que a segurança em Arapiraca alcance seus propósitos durante a força-tarefa e iniba a criminalidade”, afirma Sampaio.

Um planejamento estratégico foi traçado detalhadamente e todos os bairros receberão a visita das polícias. O combate será intensificado contra os envolvidos com o tráfico de drogas, assaltos e homicídios.

O delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, também organizou suas equipes para esse momento diferenciado em Arapiraca. “A Polícia Civil sempre estará em alerta no combate à violência e nossas equipes desempenhando suas funções, como sempre, para que a sociedade se sinta protegida”, declara.

Com o aumento da população e abertura de novos empreendimentos, Arapiraca se tornou mais vulnerável e a Segurança Pública estará atenta, diuturnamente, para evitar que grupos criminosos se organizem na região.

“É uma cidade grande, bastante movimentada, com acessos fáceis a outros estados e que facilitam ações criminosas. Mas, é nosso dever intervir para resgatar a tranquilidade das famílias de bem e assegurar sua integridade física. A Segurança Pública não dará trégua e vamos montar campana para que os criminosos sintam que nossas polícias têm competência para combater o mal”, conclui Lima Junior.

Por: Traipu Notícia com Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *