São José da Laje tem maior média estadual de alfabetização de crianças

miniaturaO Ministério da Educação (MEC) divulgou o resultado da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), edição 2014, apontando que, em Alagoas, o município de São José da Laje obteve a melhor média estadual no que diz respeito à alfabetização de crianças ao final do 3º ano do ensino fundamental. Os dados, que traçam um raio-X da educação dos municípios brasileiros, mostram também que a cidade da Zona da Mata figura como a 2ª maior média do País.

De acordo com o prefeito de São José da Laje, Bruno Valença, o resultado da ANA mostra que sua gestão vem realizando um trabalho sério, focando os esforços do poder público municipal na educação. Ele declarou que, quando assumiu a prefeitura, dados do MEC apontavam que o nível de analfabetismo ultrapassava aos 70%.

“Conseguimos fazer um trabalho sério que mostra o resultado concreto nesta avaliação. Nosso objetivo é colocar as crianças inseridas dentro da escola, seja com aulas, práticas esportivas ou atividades culturais. Vamos seguir realizando um trabalho dedicado, fortalecendo e multiplicando esses resultados”, destacou o prefeito.

O prefeito revelou ainda que a secretaria de Educação realiza avaliações regulares de professores e alunos, com o objetivo de encontrar deficiências e, diante disso, propor soluções para os problemas encontrados pela equipe que estudo os resultados. O prefeito apontou também que esse método vem trazendo excelentes resultados.

Dados estaduais

Alagoas apresentou um mau desempenho na Avaliação Nacional de Alfabetização. Segundo o levantamento, 43,49% dos estudantes do 3º ano do ensino fundamental, série em que se termina o ciclo de alfabetização nas escolas, não sabem ler frases.

Esse foi o percentual de estudantes que fizeram a avaliação, em novembro de 2014, e ficaram no nível 1 da Leitura, no qual as crianças são capazes apenas de ler palavras com sílabas canônicas (compostas de uma vogal e uma consoante) e não canônicas.

A avaliação mede o conhecimento dos estudantes em três áreas: leitura, escrita e matemática. Na avaliação que mede o nível de escrita, 24,7% das crianças alagoanas que participaram da pesquisa “ainda não escrevem palavras alfabeticamente” e “provavelmente não escrevem o texto ou produzem textos ilegíveis”.

ENTENDA O EXAME

Em 2012, o governo criou o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), um compromisso dos governos federal, estaduais e municipais para garantir que todas as crianças estejam alfabetizadas quando concluírem o 3º ano do fundamental.

A ANA, que começou a ser realizada em 2013, é feita com os estudantes em duas provas: na de língua portuguesa, há 17 questões de múltipla escolha e três de produção escrita. Na prova de matemática, são 20 questões de múltipla escolha.

Na divulgação dos dados da ANA de 2014, a primeira vez que o resultado do Brasil foi divulgado publicamente, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não indicou quais níveis de cada escala representam aprendizado adequado.

POr: Gazetaweb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *