Prefeita de Traipu é acusada de superfaturar contratos

167526_ext_arquivoO vice-prefeito de Traipu, Erasmo Araújo Dias (PRTB), mais conhecido no município como Erasminho, está de posse de um vasto material com uma série de denúncias contra a atual prefeita, Conceição Tavares (DEM). Erasmo e Conceição estão rompidos politicamente desde 2013.

O vice-prefeito procurou à reportagem da Tribuna Independente para relatar supostas irregularidades que acontecem na gestão de Conceição Tavares há mais de um ano. Todos os fatos já foram encaminhados ao Ministério Público Estadual.

“Os salários em Traipu estão atrasados em decorrência de a prefeita estar utilizando os recursos de forma indevida. A prefeita tem contratado bandas para eventos na cidade e estes contratos são superfaturados. Desconfio que a prefeitura em comum acordo com a empresa responsável pelos contratos receba grande parte do dinheiro que foi superfaturado com a contratação de bandas. Descobrimos que a empresa de Erica Barbosa Vilalobos, desde 2013 vem fazendo as festas de Traipu. Esta mesma empresa situada em Boca da Mata, fez a festa de Bom Jesus dos Navegantes em Traipu que custou R$ 174 mil. Esta mesma empresa realizou uma festa em Traipu que custou R$ 64 mil”, detalhou Erasmo Dias, acrescentando que fez um levantamento de preços com uma outra empresa para realizar a mesma festa e o valor ficaria em R$ 41 mil.

O vice-prefeito informou ainda que todos os levantamentos foram comparados e encaminhados ao Ministério Público Estadual. E quem está analisando o caso é o promotor José Carlos Castro. Por enquanto, segundo Erasmo Dias, não há nenhuma novidade sobre o fato denunciado.

Erasmo Dias contesta ainda a atitude da prefeita Conceição Tavares em realizar festas que custam caros aos cofres públicos enquanto que os servidores municipais estão com os salários em atraso. Segundo o vice-prefeito de Traipu, os funcionários conviveram com o atraso em 2014, assim como neste início de ano.

Prefeita não teria pago empréstimos

No rol de denúncias levantadas pelo vice-prefeito de Traipu, Erasmo Dias, consta o uso de laranjas para a retirada de notas de reformas de escolas.

“A prefeitura tem usado pessoas que não têm nada a ver com construção, por exemplo, com várias notas retiradas em seu nome, para fornecer alimentos para o município de Traipu. Posteriormente, conseguimos outras notas desta mesma pessoa, o senhor Manoel Messias, com o intuito de reformar escolas. Buscamos informações e esta pessoa trabalhava em uma loja de móveis em Arapiraca e atualmente é vendedor de uma empresa de bebidas. Ou seja, não tem nada a ver com obras. Desde 2013 que isso vem acontecendo”, declarou Erasmo Dias.

De acordo com o vice-prefeito, o fato também está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual. Para Erasmo Dias.

EMPRÉSTIMOS

O vice-prefeito também denuncia que a prefeita Conceição Tavares tem autorizado pessoas a retirarem empréstimos que ultrapassam os R$ 30 mil. Erasmo diz ainda que algumas pessoas que estão sendo beneficiadas sequer residem em Traipu. “Tem uma pessoa em Atalaia que é irmã do antigo chefe de Gabinete. A prefeita Conceição Tavares autorizou um empréstimo de R$ 50 mil, além de um carro locado. Quando assumi a prefeitura de Traipu, durante dois dias, procurei a Caixa Econômica para saber dos empréstimos. Fui informado pelo gerente que o banco já havia ajuizado uma ação contra a prefeitura por não repassar o valor que é descontado dos funcionários para a Caixa Econômica”, criticou o vice-prefeito.

RESPOSTA

A prefeitura de Traipu, por intermédio da Secretaria de Comunicação, encaminhou uma nota em resposta às denúncias do vice-prefeito, Erasmo Dias (PRTB), em acusar a prefeita Conceição Tavares (DEM) de superfaturar contratos para a realização de eventos no município.

O principal argumento utilizado pela prefeitura de Traipu é que o vice-prefeito, Erasmo Dias, que está rompido politicamente com a prefeita, tenta assumir o cargo para o qual não foi eleito.

“O vice-prefeito, na ânsia de assumir um cargo para o qual não foi eleito, agiu de forma irresponsável ao divulgar mentiras e requentar acusações já discutidas e esclarecidas. Ao contrário do que afirmou o vice-prefeito, não existe qualquer superfaturamento na contratação de bandas para eventos no município”, diz um trecho da nota encaminhada à reportagem da Tribuna Independente.

A prefeitura confrontou ainda a denúncia de Erasmo Dias em relação ao suposto uso de laranjas para reforma de escolas. Segundo a Secretaria de Comunicação, é mais uma mentira do vice-prefeito. “Todas as reformas foram realizadas dentro da lei. Uma consulta ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (SIOPE) – sistema que confirma a regularidade das contas do Município – mostra que a Prefeitura de Traipu não possui qualquer problema na Educação. Além disso, hoje as reformas são realizadas pelo próprio diretor da escola com recursos do PDDE”, diz a nota.

Por: Tribuna Independente

5 thoughts on “Prefeita de Traipu é acusada de superfaturar contratos

  • Avatar
    22 de janeiro de 2015 at 14:58
    Permalink

    A falta de transparência é tão grande a começar pelo atraso nos salários da secretaria de comunicação. É só o vice pedir um extrato das contas.

    Reply
    • Avatar
      22 de janeiro de 2015 at 18:21
      Permalink

      Não entendo o que atraso de salário tem a ver com extrato de contas? Se for dos funcionários da secretaria o vice não tem poderes pra isso e se for da conta da secretaria não prova atraso de salários! Só você Sr. Carlos pode explicar ou dizer logo tudo que sabe!

      Reply
  • Avatar
    22 de janeiro de 2015 at 20:17
    Permalink

    Essa cidade na mao dessa equipe que esta no comando vai parar no fundo do poco. Autoridades vamos tomar providencias os desmandos sao demais. Nossa camara de vereadores sempre foi omissa desde outras gestoes. Queremos ve nossos vereadores tomar atitudes e apreciar estes documentos. A equipe sao proficional em desvios em superfaturar notas em falsificar assinaturas a mando da prefeita inclusive varias assinaturas durante os 17 dias que a mesma viajou pra os EUS foram tem mas ou menos 5 pessoas de confianca dela que despacha por ela quando a mesma viaja. Tem mas mas so falo pra pessoas que tomem as providencias. Nos aqui de Traipu estamos cansadas de denunciar politicos nogentos e nada resolve. Agora eu sou mulher e falo isso sem medo falo porque quem diz sao pessoas infiltradas la dentro mas sao verdadeiras detetives. Eu acho e tome.

    Reply
  • Avatar
    22 de janeiro de 2015 at 21:11
    Permalink

    É um absurdo o q está acontecendo as pessoas trabalham não recebem como os da educação professores contratados coitados é tanta cobrança na porta rsrsrs acorda povo vc colorau vc tirem vamos acabar com essa miséria povo acorde tem gente passando fome poder público cadê vc

    Reply
  • Avatar
    23 de janeiro de 2015 at 04:33
    Permalink

    Prefeitura de Traipu recebeu verbas 493.100,00 do ministério das cidades através do convênio n.722441 para calçamento e drenagem dos povo. Capivara, Olho D’agua da cerca e Vila Sao Jose, tendo seu primeiro repasse em 09/01/2015 no valor de $77.959,11. O outro convênio de numero 705564 foi no valor de $987.600,00 para calçamento e drenagem nos pov de Munbaça e Vila Santo Antonio tendo seu primeiro repasse em 09/01/2015 no valor de$4049,00.
    Enquanto isso, no pov Bom Jardim o povo ta sofrendo com muita poeira e lama, PR a administração não ta nem aí para seus moradores.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *