População de Traipu lamenta morte do médico Jairo Calado

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) lamenta a morte do médico Jairo Calado Cavalcante, 67 anos, que atuava no Grupo Técnico de Vigilância do Óbito, vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa). O servidor faleceu na noite dessa quinta-feira (21), no Hospital Arthur Ramos, em Maceió, em decorrência de complicações da Covid-19.

Por muitos anos o médico trabalhou no município de Traipu e na cidade deixou muitos amigos.

O sepultamento ocorre às 14h30 desta sexta-feira (22), no Campo Santo Parque das Flores, em Maceió. Entretanto, em razão da Covid-19, serão seguidos os protocolos sanitários e a cerimônia fúnebre será restrita somente à família.

Jairo Calado Cavalcante era casado com a odontóloga Cristina Calado, servidora aposentada da Sesau, que ocupou o cargo de Gerente de Atenção Pré-Hospitalar. Ele deixa de três filhos e netos.

Biografia – Jairo Calado Cavalcante formou-se em Medicina pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), em 1977. Era especialista em Epidemiologia pela Escola Nacional de Saúde Pública (1992), em Sistemas de Saúde pela Escola Nacional de Saúde Pública (1990) e em Administração Hospitalar pela Faculdade São Camilo de Administração Hospitalar (1991).

Era professor assistente I da Ufal e médico da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Tinha experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Pública e Epidemiologia, atuando nas áreas de Mortalidade Infantil, Vigilância Epidemiológica e Análise de Dados Epidemiológicos dos Sistemas de Informação em Saúde e Pesquisa em Saúde.

Era técnico referência em Alagoas no manejo dos sistemas EpiInfo DOS, EpiInfo Windows, Epidat e TabWin. Além de atuar na Sesau, no Grupo Técnico de Vigilância do Óbito, responsável pelas investigações de óbitos decorrentes de doenças transmissíveis, atuou também na Secretaria de Saúde de Maceió.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *