Política traipuense: A hora da prestação de contas

À medida que se aproxima a eleição surgem os postulantes a novos cargos na política traipuense. Muitos nomes já conhecidos, de famílias tradicionais na política local e também há os que desempenharam funções de confiança em outros governos e almejam voltar de alguma forma ao poder.

Secretários e ex-secretários querem ser vereador, e vereador desejando manter esses status. No entanto, ao analisar esses nomes a população precisa estar atenta aos aproveitadores, que historicamente sugaram os recursos públicos, pulam de galho em galho, não por mudarem a visão ideológica, algo natural, mas por buscarem artifícios de sempre sugar o poder público em detrimento do sofrimento e sucateamento de serviços públicos.

O que chama a atenção é que essas sanguessugas independente de quem esteja no poder sempre encontram uma maneira de ludibriar gestores para se perpetuarem nessas funções.

Mas isso não significa que tudo está perdido, além de políticos que pensam no bem-estar da população, mesmo de forma discreta, também há jovens que estão com visão diferenciada e desejam ter a oportunidade de somar no processo de crescimento desse município ribeirinho. Quando falo que há políticos comprometidos faço uma análise crítica do legislativo local.

Visão Crítica

Com certeza você já ouviu alguém dizer que os vereadores não fazem nada. Se você anda dizendo isso eu pergunto: Durante esses quatro anos, quantas sessões da câmara você assistiu? Se você tem acesso a algum vereador, quantos projetos ou ideias você apresentou para ser apreciado pelo parlamento? O que você faria diferente dos atuais se estivesse no lugar deles, e será que essa sua ideia não foi apresentada anteriormente? Se você não acompanha as discussões não tem como saber.

A reflexão é para que você compreenda a importância de acompanhar esse trabalho e cobrar de forma consciente quando for necessário, não agir ou falar por achismo ou baseando-se apenas no senso comum. E se você é um que vendeu seu voto, realmente não pode cobrar nada além do que lhe foi pago nesse momento de crime eleitoral. Bons projetos foram apresentados, há os que inclusive buscaram parcerias além das fronteiras do município. Mas, infelizmente neste meio é preciso dar com uma mão e a outra precisa ver, do contrário, nada fez.

A missão é árdua e complexa, para ser diferente tem que suar a camisa, e isso significa desagradar a muita gente em determinado momento. Aos vereadores de mandato, é preciso prestar conta do trabalho que fizeram.

Executivo

É notório que há muito a ser feito por quem está à frente do Executivo Municipal, principalmente no perímetro rural. Embora muitas solicitações, acerca da melhoria de estradas, reformas de unidades de saúde, entre outros, tenham sido atendidas é grande a exigência e necessidade dessas comunidades. A população pode sim e deve cobrar melhorias, mas gestores que já passaram pelo poder, nada fizeram e agora em período eleitoral aparecem cobrando como se fossem diferentes é irônico.

De qual lado

Cuidado! O lado A já foi B e anteriormente C, amanhã o C pode se juntar com o A ou o C com o B. O que isso significa? Você cria as inimizades e amanhã eles estão juntos. Vote em quem achar melhor, defenda ideias, não nomes e não crie desafetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *