Polícia Civil prende suspeito em crimes de roubo a banco de Traipu

acusado1-696x483Uma investigação da Seção de combate de Roubos a Bancos (Serb), da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), da Polícia Civil, identificou e prendeu Maxwel dos Santos Alves, 32 anos, mais conhecido como ‘Suel’, suspeito de ser integrante de organização criminosa que pratica explosão e roubo em várias agências bancárias.

Em entrevista coletiva, concedida na tarde desta quinta-feira (4), na na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no Centro, o secretário Lima Júnior, o delegado-geral Paulo Cerqueira e o delegado Vinicius Martins Ferrari, da Serb, e responsável pelo comando das investigações, mostraram detalhes sobre a prisão.


Delegado-geral Paulo Cerqueira, Secretário de Segurança Lima Júnior e delegado Vinicius Martins

Delegado-geral Paulo Cerqueira, Secretário de Segurança Lima Júnior e delegado Vinicius Martins Ferrari.

Maxwel dos Santos foi detido na cidade de Arapiraca, próximo a sua residência. Ele é mais um suspeito de arrombamento, explosão e roubo a agências bancárias do banco Bradesco, nos municípios alagoano de São Braz, Traipu, Campo Grande, Feliz Deserto e Olho D’água Grande, além de ser procurado pela Polícia Civil de Pernambuco pela mesma prática criminosa.

Em trabalho de investigação da Serb, a Polícia Civil descobriu que o modo de agir de Maxwel dos Santos para praticar delitos é sempre o mesmo, encapuzado com utilização de armamento pesado e explosivos. Também foi constatado a existência de um mandado de prisão contra ele, expedido pela Justiça de Pernambuco.

De acordo com o delegado Vinicius Martins, o preso vinha sendo investigado e outras pessoas, que fazem parte em delitos com ele, também se encontram presas e um vasto material utilizado para roubar bancos foi apreendido. ”Eles devem responder pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo, uso de artefato explosivo e roubo”.

O delegado-geral Paulo Cerqueira disse que não poderia em hipótese alguma deixar de parabenizar os policiais civis lotados na Serb pelo excelente trabalho realizado na condução das investigações e captura do integrante de mais uma organização criminosa.

A Polícia Civil continua investigando para prender outros envolvidos com Makxwel, e solicita o apoio da população. Quem informações sobre o paradeiro de algum suspeito, deve entrar em contato por meio do Disque Denuncia: 181, o sigilo é garantido.

Por: Ascom PC AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *