Oficina discutirá participação sociocultural de povos e terreiros de matriz africana

oficina-terreiro-1000Como parte das comemorações do lançamento da Lei Cultura Viva, será realizada nos dias 6 e 7 de abril, em Brasília, a Oficina Nacional de Participação Sociocultural dos Povos, Comunidades e Terreiros de Matriz Africana. O evento tem o objetivo de estimular a participação de agentes desse segmento na construção, desenvolvimento e acompanhamento de políticas públicas que fortaleçam a autonomia e a cultura afro-brasileira.
Entre as atividades do evento estão oficinas sobre temas como patrimônio e cultura, Lei Cultura Viva, Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana, fomento participativo e juventude e cultura. Também será constituído grupo de trabalho para elaboração e implementação do I Fórum Nacional de Participação Sociocultural dos Povos, Comunidades e Terreiros de Matriz Africana.
Para o coordenador da Rede Nacional de Cultura Ambiental Afro-brasileira, Aderbal Ashogun, a oficina é importante para a criação e empoderamento de espaços de participação social. “E também para o estabelecimento e fortalecimento de redes interministeriais e socioculturais entre os povos e comunidades tradicionais de matriz africana”, destaca.
A oficina está sendo realizada pela Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SCDC/MinC), em parceria com o Grupo de Trabalho de Matriz Africana da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura (CNPdC), a Omo Aro Companhia Cultural, a Rede Nacional de Cultura Ambiental Afro-Brasileira, a Agência Popular de Fomento à Cultura Solano Trindade e o Colegiado Setorial Afro-Brasileiro.
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *