O clima é de indignação em Traipu com transferências de contas para BB de Girau

Crédito: Josival Meneses/ Manifestação

Os correntistas do Banco do Brasil de Traipu foram avisados por meio de mensagens que no ultimo dia 20 as contas seriam transferidas para Girau do Ponciano. Os trabalhos da agência seriam encerrados no município.

Um dos grandes motivos, seria ataques sofridos. Várias manifestações contrárias aconteceram em redes sociais e mobilização pública. Duas liminares estão em vigor impedindo o fechamento da agência, contudo, o banco iniciou a ação de fechamento, sendo a primeira medida a transferência das contas.

Há cerca de quarenta anos de funcionamento no município, a agência foi alvo de dois assaltos.

Aposentados, pensionistas e principalmente comerciantes estão preocupados e revoltados com tal situação. A violência e risco de assaltos nas rodovias e queda nas vendas do comercio local, são assuntos frequentemente discutidos em vários pontos da cidade.

Em resposta a uma emissora de TV que produziu matéria sobre o referido assunto, o banco reafirmou o fechamento da agência de Traipu. Uma comerciante foi enfática ao dizer que o banco vai fechar e o comercio de Traipu, junto. O prefeito do município, Eduardo Tavares, relatou que segue lutando e busca alternativa junto a presidência do BB, mas até agora não há sinal de que a situação seja revertida.

As vésperas de um conturbado pleito eleitoral, onde a corrupção é o assunto do momento, muitos traipuenses esperam que algum parlamentar com influência e boas intenções possa pleitear a causa. A cidade segue sofrendo com uma crise econômica que só piora: Desemprego em alta principalmente na zona rural e o comercio livre em declínio.

Essa é a real situação da população traipuense. Várias histórias de dificuldade financeira são ouvidas em Traipu. Um pescador relatou que foi vender peixe na zona rural, como sempre faz, e ficou surpreso com um senhor que se aproximou com uma garrafa de feijão e perguntou se ele queria trocar por um quilo de peixe, pois não tinha dinheiro.

“Impulsionar a economia, geração de renda e  novas  alternativas de emprego são deficiências que precisam ser trabalhadas pelos governantes traipuenses, do contrário a coisa só vai piorar” falou a senhora Rita da Silva.

Por: Traiu Notícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *