Médico da Unidade de Emergência quebra porta de consultório durante ataque de fúria

aW1hZ2Vucy8xNDIzNTk5MDM2Y3otdmN6LmpwZwEnquanto membros da imprensa e funcionários da Unidade de Emergência Daniel Houly aguardavam a chegada do governador de Alagoas, Renan Filho, para uma visita as novas instalações do prédio, na tarde desta terça-feira (10), um médico do hospital resolveu dar uma aula de como não atender seus pacientes, vindo a quebrar, inclusive, a porta de uma das salas do hospital.

Cansado de ver o sofrimento de sua mãe depois de sofrer um acidente de moto, Wellington Henrique dos Santos bateu na porta do consultório onde o médico Ortopedista Dr. Marden Washington Pires Cavalcante e pediu agilidade no atendimento. O profissional da saúde o obrigou a sair da sala e logo em seguida chutou a porta, que quebrou com a força da pancada.

Ao ser indagado pela imprensa sobre o ocorrido, o ortopedista tentou colocar a culpa no filho da paciente, que teria invadido a sala de consultório. A hipótese foi descartada pelo grande número de testemunhas e jornalistas presentes na recepção durante o incidente.

De acordo com Wellington, não tinha ninguém sendo atendido e ao adentrar o consultório viu que os dois médicos estavam no celular. “Enquanto minha mãe sofria na recepção, os ‘doutores’, que deveriam estar consultando, estavam mexendo no celular”, relatou.

Funcionários da UE informaram que esta não é a primeira vez que o médico trata os pacientes de forma bruta e desrespeitosa. De acordo com eles, até os próprios colegas de trabalho já sofreram com o comportamento do profissional.
Por: 7 Segundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *