Luxemburgo é o preferido no Tricolor, mas clube não vai pagar multa ao Fla

20150227182917_759Vanderlei Luxemburgo, Abel Braga e Alejandro Sabella. São esses três nomes que, no momento, são discutidos pela cúpula do São Paulo para assumir a vaga deixada por Muricy Ramalho, demitido após a derrota por 2 a 0 para o Botafogo, no último domingo, pelo Campeonato Paulista. O primeiro (e favorito) comanda o Flamengo, enquanto o segundo e o terceiro estão desempregados.

A contratação de Luxa esbarra em dois aspectos: a multa rescisória de R$ 1,2 milhão para deixar a Gávea (assim como fez recentemente com Mano Menezes, o clube não tem intenção de fazer um acordo) e a impossibilidade de sair do rubro-negro antes do término do Campeonato Carioca.

As semifinais estão marcadas para 11/12 e 18/19 de abril e a decisão ocorrerá em dois jogos, nos dias 26 de abril e 3 de maio. Coincidência ou não, na coletiva para explicar a saída de Muricy, Ataide Gil Guerreiro disse que o auxiliar Milton Cruz ficaria por três ou quatro jogos. Com isso, haveria tempo para esperar Luxa.

O primeiro contato com Luxemburgo ocorreu há duas semanas, quando ele foi questionado se aceitaria comandar o São Paulo. Imediatamente, ele entrou em contato com Muricy para se certificar do que estava acontecendo. Outro contato ocorreu na última segunda-feira. À noite, Luxa participou do “Bem, Amigos” e, ao ser questionado sobre o assunto, afirmou que toparia escutar a proposta. No Flamengo, Luxemburgo recebe R$ 400 mil mensais, R$ 100 mil a menos do que era recebido por Muricy Ramalho no São Paulo.

– Quando discuti contrato com Flamengo ficou claro que teria uma multa de ir e vir. Eu tenho multa para pagar e o Flamengo tem multa para pagar. Se ele não estiver satisfeito comigo, me manda embora e se eu não estiver satisfeito, vou para outro lugar. E se eu tiver proposta de alguém, tenho direito de discutir a proposta. Aceitar ou não é outra história. O que não pode é passar por mercenarismo. É simplesmente profissionalismo. Da mesma maneira que o clube discute um contrato profissional, você tem direito de ouvir o mercado profissionalmente – afirmou.

Abel Braga - Cruzeiro x Internacional (Foto: Agência Estado)Abel Braga foi indicado por Muricy, mas deve ir para o Oriente Médio (Foto: Agência Estado)

Comandar o São Paulo é um antigo desejo do treinador, que também vê com bons olhos a possibilidade de voltar a morar na capital paulista. Vale lembrar que, no final do ano passado, o Internacional foi com tudo para tirar Luxemburgo do Flamengo e não conseguiu, mesmo pagando um salário muito superior ao que ele recebia na Gávea.

Abel Braga foi o nome indicado por Muricy Ramalho na conversa que culminou na saída do treinador. Eles têm estilos muito parecidos. Segundo Muricy, Abel conseguiria dar o choque que o elenco do São Paulo necessita para reagir na temporada. Só que ele enfrenta resistência em parte da diretoria.

Além disso, no Internacional, último time que comandou, ele ganhava mais do que Muricy. E dinheiro tem sido problema no Morumbi. O Tricolor também enfrenta a concorrência de um clube do Oriente Médio, interessado no trabalho de Abel Braga.

Por último, existe o nome de Alejandro Sabella, que levou a Argentina ao vice-campeonato na última Copa do Mundo. Já houve um contato do presidente Carlos Miguel Aidar com o empresário do treinador, Eugenio Lopez. O representante não descartou uma negociação, mas afirmou que a prioridade agora é colocar seu cliente na próxima temporada do mercado europeu, que começa no meio do ano.

Carlos Miguel Aidar viajou na noite de segunda-feira para o Paraguai e cogitava até passar por Buenos Aires para conversar pessoalmente com Sabella. Mas mudou de ideia e retornará ao Brasil nesta terça-feira.

Caso nenhuma das alternativas dê certo, existe uma corrente que defende que o São Paulo aposte em técnico menos badalado, que chegue com ideias novas. Nesse caso, um nome elogiado é do Cristóvão Borges que, recentemente, deixou o Fluminense. Disponível no mercado, Mano Menezes, ex-Seleção, Flamengo e Corinthians, tem enorme rejeição no Morumbi.

Alejandro Sabella no treino da Argentina  (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)O empresário de Alejandro Sabella já conversou com Carlos Miguel Aidar (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)
Por: Globoesporte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *