Lideres comentam sobre a importância da Páscoa para diversas religiões

1458852831craibasPáscoa é uma importante celebração da igreja cristã em homenagem a ressurreição de Jesus Cristo. De acordo com o calendário cristão, a Páscoa consiste no encerramento da chamada Semana Santa. As celebrações começam no Domingo de Ramos, que lembra a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, na Sexta Feira Santa é a lembrança da crucificação, terminando no Domingo de Páscoa, que marca a sua ressurreição e o primeiro aparecimento aos seus discípulos.

Etimologicamente, o termo Páscoa se originou a partir do latim Pascha, que por sua vez, deriva do hebraico Pessach / Pesach, que significa “a passagem”. Em razão da importância da data, ouvimos para o programa Comando Geral ( Novo Nordeste AM) e portal 7 Segundos, representantes de diferentes credos, que falaram sobre a importância desse período para eles.

Igreja Católica

O padre Antenor Júnior, pároco da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, no bairro Jardim de Maria, enfatizou que, para os católicos, esse período representa o ponto central do nascimento da vida. “Mas é bom salientar que essa semana santa diz respeito a nós, tudo aconteceu por nós e para nós. Cristo sofreu por nós, morreu por nós e ressuscitou por nós. Para também se revelar aquilo que disse São Paulo na carta aos Romanos, se nós morremos com Cristo, temos a certeza que ressuscitaremos com ele”, concluiu.

Igreja Evangélica

O pastor Frederico Gustavo, da Igreja Pentecostal Renascer em Cristo, destacou o sentido da Páscoa como uma passagem. Lembrou sua origem no Antigo Testamento, no capítulo 12, do Livro do Êxodo, que é considerada por muitos a passagem mais importante da história do povo de Israel, pois até então os israelitas viviam como escravos e essa libertação deu origem a primeira páscoa.” Já no Novo Testamento a Páscoa é, de fato, a comemoração da ressurreição de Cristo. Cristo veio, com o sacrifício eterno, na proporção de dar a toda humanidade, perdão de todos os seus pecados”, explicou.

Visão Espírita

De acordo com o médico Jean Rafael, os kardecistas respeitam o simbolismo da páscoa. “Mas deve ser feita uma reflexão que Jesus é o modelo e guia da humanidade. Portanto, além desse período, todos os dias do ano, devemos buscar a reafirmação e o compromisso com os ensinamentos do nosso mestre. Seus exemplos devem sempre nos inspirar na busca por nossa mudança interior e, principalmente, pelo progresso do nosso planeta”.

Religiões Afro descendentes

O babalorixá Alex Gomes destacou que na África sempre existiu um período chamado Lorogun, onde são feitas penitencias e orações pelos Orixás, semelhante ao que é feito na Quaresma. “Por isso, nesse período todos os terreiros de candomblé ficam fechados e não são feitos toques, não apenas em respeito ao cristo, mas mantendo essa tradição que já existia na África. Para nós a sexta feira é santa o ano inteiro, uma vez que vestimos o branco e fazemos abstinência de carnes e bebidas. Pra nós a páscoa é momento de reflexão, de se resguardar para que possamos alcançar a misericórdia”, explicou.

Por: 7 Segundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *