Grupamento aéreo participa de atendimentos e patrulhamentos em Alagoas

helicpteroAeronave Falcão 4 do Grupamento Aéreo da Segurança Pública de Alagoas, realizou na quarta feira (4) uma operação na BR-101, próximo ao trevo a cidade de Flexeiras, na tentativa de agilizar atendimento a um caminhoneiro que após mal súbito, ao volante, perdeu o controle da carreta foi para a contramão, colidindo com uma árvore ao cair na ribanceira.

Mesmo com a eficiência, tornou-se impossível salvá-lo visto que foi arremessado da cabine e ficou sob a carga. O filho da vítima relatou o acidente e é possível que a morte tenha sido pela causa clínica e não pelo acidente.

A equipe foi composta pelo tripulante operacional Sargento Rosael, piloto comandante Alex, aeromédico João Marques e enfermeiro Alexandre.

À tarde, outro atendimento a vítima de acidente automobilístico mobilizou a equipe para a cidade de Porto de Pedras, onde ocorreu uma colisão entre caminhonete e veículo de menor porte. A paciente que caiu da carroceria da caminhonete foi sedada e recebeu entubação orotraqueal feita pelos socorristas aéreos e foi levada para o hospital de Porto Calvo pela Unidade de Suporte Básico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Operações policiais

A Falcão 4 foi enviada para patrulhamento no município de Coruripe, estendendo suas rondas até o Pontal de Coruripe e Pindorama também na quarta-feira. A missão foi a de averiguar abandono de motocicletas e fazer acompanhamento a veículo suspeito. A operação foi mantida na região com a aeronave Falcão 3 e no retorno sobrevoou o bairro Nossa Senhora de Fátima, em Arapiraca, para averiguar uma informação de abandono de motocicleta.

Ao passar no local foram avistadas duas motocicletas, sendo uma modelo Fan-125, de cor preta , da Honda, e placas NLY-2057 e outra uma modelo Bis 125 Es, preta e de placas OXN-3768. abandonadas  em área de dificil acesso e policiais do 3º Batalhão foram acionados para apoio por terra.

 “Nosso trabalho pelo ar tem planejamento tanto quanto os trabalhos por terra. E para nós é um prazer enorme servir em qualquer situação, porque fazemos parte da integração e nossa missão principal é proteger e salvar vidas”, afirmou o coronel André Madeiro, comandante do Grupamento Aéreo.

Por: Traipu Notícia com Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *