Força-tarefa da Defesa Social desarticula mais uma quadrilha no Estado

large (2)Mais uma força-tarefa coordenada pela Secretaria de Estado da Defesa Social e Ressocialização (Sedres) foi deflagrada com o objetivo de combater a criminalidade no Estado, na madrugada desta terça-feira (27). A operação formada pelas polícias Civil e Militar culminou na prisão de um taxista, recuperação de material roubado de uma pousada na Praia do Francês, no município de Marechal Deodoro.

Na operação, foi identificada uma quadrilha responsável pelo assalto a outra pousada, na semana passada, no bairro de Cruz das Almas.

As equipes estavam em patrulhamento na cidade de Marechal Deodoro, quando foram acionadas via Centro Integrado de Operações, alertando sobre a ação criminosa. Em função disso, a determinação do secretário Alfredo Gaspar de Mendonça foi para que o efetivo perseguisse o grupo criminoso que, pelo sistema de rastreamento, foram localizados no Vale do Reginaldo, em Maceió, local onde foi interceptado o taxista Rafael Lourenço Ferreira, 18 anos.

O acusado foi encontrado com vasto material (notebooks, relógios, malas, máquinas de fotografar, correntes, roupas, monitores, entre outros) subtraído dos turistas hóspedes da pousada. Um veículo C3,de cor prata, e o táxi usados pelos criminosos foram apreendidos.

Após interrogatório policial, Rafael Lourenço confessou a participação no assalto à pousada em Cruz das Almas. Outro comparsa do taxista que estava sendo perseguido pela equipe do Grupamento Aéreo da Sedres foi atingido com um tiro na perna e fugiu. Dois integrantes da quadrilha, um menor identificado como “Gui”, de 17 anos, morador da Grota do Arroz, e Alex Cavalcante da Silva, conhecido como “Buchecha”, com participação em assaltos, sequestros e tráfico, empreenderam fuga.

Todo material e o taxista preso foram levados para a Central de Flagrantes 2, na Mangabeiras, em Maceió.

O secretário ressaltou a importância da agilidade dos agentes da segurança pública. “Temos que parabenizar a todos os policiais envolvidos e garantimos que as buscas terão continuidade e os demais serão presos. Estamos na rua para tranquilizar a sociedade alagoana. Graças a Deus, obtivemos êxito com a recuperação do material e a prisão do taxista que, lamentavelmente, dava suporte ao grupo criminoso”, explicou o secretário.

As vítimas do assalto deram sua impressão sobre a ação da polícia. “Ficamos em polvorosa, mas essa ação com a recuperação dos nossos pertences recuperou a nossa dignidade”, disse um engenheiro de Curitiba, que, entre os objetos roubados, teve um relógio de R$ 10 mil recuperados.

Participaram da operação, além do secretário e  delegados, policiais do 1º Batalhão, Batalhão de Trânsito, do Bope, da Radiopatrulha, da Central de Flagrantes e do Departamento de Polícia Judiciária Metropolitana.

Por: Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *