Falsos policiais raptam trabalhador autônomo na parte alta de Penedo

“Meu Marido levava uma vida tranquila, não é envolvido com nada de errado. Até o carro que ele usa para vender frutas e verduras foi sua mãe que fez um empréstimo para comprar. Então, posso afirmar que nestes 13 anos de convivência, nada fez de errado”, desabafou emocionada Maria José da Conceição, 39 anos.

A dona de casa concedeu entrevista exclusiva em sua residência no Loteamento Litoral, próximo à rodovia AL-110, no bairro Santa Luzia, parte alta de Penedo, para falar do drama que passou a enfrentar com seus seis filhos, depois do último sábado (21), quando três homens se passando por policiais levaram seu marido de dentro do imóvel algemado, na frente de todas as crianças e o colocaram em uma pick-up do fabricante Mitsubishi de cor vinho.

“Estávamos todos em casa por volta das 21hrs quando três homens chegaram dizendo ser policiais. Entraram e a caminhonete ficou na porta. Eram jovens, sendo dois deles usando bonés e o terceiro, sem nada. Apenas um estava usando jaqueta com o símbolo da polícia. Disseram que meu marido estava preso por possuir um carro clonado. Logo em seguida, o algemaram, pegaram o documento do carro, sua identidade e foram embora”, detalhou Maria José.

Por cerca de 10 minutos, os falsos policiais insistiram pedindo que Evanildo Soares da Silva, 30 anos, entregasse sua arma. Os suspeitos ainda ameaçaram seus filhos, vasculharam alguns cômodos da casa e perguntaram a um dos menores se o seu pai possuía arma. A criança disse que não sabia informar.

Ao sair, um dos falsos policiais disse para a dona de casa que apenas no domingo se dirigisse até a 7ª Delegacia Regional de Penedo. Achando se tratar de um procedimento real da polícia, Maria José na manhã do dia (22), foi buscar informações sobre o paradeiro de seu esposo. Momento que descobriu que ele não tinha passado na regional e o caso se tratava de um rapto. Foi aberto um procedimento na Regional com base no seu relato.

Evanildo Soares da Silva, 30 anos, é casado há 13 e possui quatro filhos com a dona de casa Maria José da Conceição, 39 anos e ajudou na educação de mais duas meninas do primeiro casamento de sua esposa. Mora de aluguel no Loteamento Litoral e sobrevive da venda de frutas e verduras em pontos estratégicos da cidade, usando para isso uma Parati ano 1990 de cor azul e placa MVC-6810/Penedo.

O veículo foi adquirido de um homem que reside no bairro Dom Constantino, Vila Matias e não possui restrição alguma. Por algum tempo o autônomo vendeu abacaxis ao lado do Supermercado 15, localizado no bairro Santa Luzia.

Quem tiver qualquer informação que possa ajudar a encontrar o vendedor ambulante, entrar em contato com a Regional de Penedo (82) 3551-3700, também com o 11º BPM e pelo Disque-Denúncia 181. O sigilo é garantido.

Por: Aqui Acontece

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *