Evento promove Teatro de Bonecos Popular do Nordeste

8be8dd58-ec8b-42bd-9885-ed21f3c12eb8Em cada lugar do Brasil, em cada feira ou festa de bairro, encontramos a marca da cultura nordestina, carregada nas malas de seus migrantes.

Em Brasília, disseminou-se o tradicional Teatro de Bonecos Popular do Nordeste – Mamulengo, Babau, João Redondo, Cassimiro Coco (TBPN), que recebeu, no dia 5 de março, o título de Patrimônio Cultural do Brasil, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Para fortalecer ainda mais esta expressão cultural, entre os dias 19 e 29 de março, será realizada, pela Associação Candanga de Teatro de Bonecos (ACTB), a Roda Brasília de Teatro de Bonecos, que traz apresentações teatrais, oficinas, debates, exposição fotográfica e exibição de filmes e documentários. As atividades estarão concentradas no Sesc Garangem, em Brasília.

No dia 22, ocorrem roda de conversa sobre Teatro de Bonecos Popular do Nordeste como Patrimônio Cultural do Brasil, mediada pela professora Izabela Brochado, da Universidade de Brasília (UnB) e coordenadora geral da instrução do processo de Registro deste bem cultural, e representante do Instituto. Além disso será exibido o vídeo institucional de Registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste, produzido com apoio do Iphan.

Teatro de Bonecos Popular do Nordeste

Com o reconhecimento como Patrimônio Cultural do Brasil, o Teatro de Bonecos passa a ter proteção institucional, o que garante salvaguarda desse bem cultural.

A brincadeira começa com a montagem de uma espécie de barraca. Em seguida, os participantes ficam atrás da barraca e começa o espetáculo, com os bonecos em cena e a introdução de um texto poético. Além da narrativa, a peça contém elementos surpresa, muitas vezes sugeridos pelo mestre bonequeiro. Normalmente, as sugestões ocorrem a partir de conhecimento prévio sobre o público.

Conforme o Iphan, a prática carrega elementos fundamentais para a sustentabilidade da identidade e memória das regiões onde a brincadeira é mais forte, tornando-se referência cultural atualizada ao longo do tempo, mas mantendo relações de tradição, pertencimento e coletividade.

A prática é mais forte no Maranhão e Ceará, onde é chamada de Cassimiro Coco. No Rio Grande do Norte, é conhecido como João Redondo e Calunga. Na Paraíba, é denominada Babau, enquanto em Pernambuco é chamada Mamulengo.

Serviço:
Roda Brasília de Teatro de Bonecos
Data:
 19 a 29 de março
Local: Sesc Garagem – 913 Sul – W4 Sul, Qd. 713/913, Lote F, Brasília – DF

Confira a programação:
– Apresentações teatrais:
Inteira – R$ 10,00
Meia-entrada – R$ 5,00 – para sócios do Sesc, estudantes e idosos
Horários: Quintas e sextas às 20h; sábados e domingos às 17h e às 20h

Após as apresentações os grupos irão expor seus bonecos e técnicas para a plateia.

– Oficina básica de introdução ao teatro de animação com bonecos e objetos

Horários: de quinta a sexta, dias 19 e 20/03 – 26 e 27/03 das 17h às 19h; sábados, dias 21 e 28/03  – das 15h às 17h

Coordenação da Oficina: Jorge Crespo

Inscrição no local ou por e-mail: ciajorgecrespo@gmail.com

Aos domingos não ocorrerá oficina.

Dia 19/03
17h – Oficina.
19h – Abertura da exposição fotográfica Mestres e Bonecos do Teatro Popular do Nordeste.
20h – Apresentação teatral Iara o Encanto das Águas – Cia Lumiato (Vencedora dos Prêmio Sesc do Teatro Candango/2014).

Dia 20/03
17h – Oficina
19h30 – Exibição do vídeo Circuito Rural de Teatro de Bonecos (2013; 20 min).
20h – Apresentação teatral Quadrinhos – Cia Titeritar.

Dia 21/03
15h – Oficina
17h – Apresentação teatral Os Risos que o Rio Chora – Zé Flávio Teatro de Animação.
20h – Apresentação teatral Exemplos de Bastião – Mamulengo sem Fronteiras.

Dia 22/03
18h – Roda de conversa sobre o reconhecimento do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste como Patrimônio Cultural do Brasil.
Mediação: Professora Doutora Izabela Brochado – Coordenadora Geral da instrução do processo de Registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste.
19h – Exibição do vídeo institucional de Registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste – IPHAN (23 min).
20h – Apresentação teatral O Novo Mundo – Cia Bagagem.

Dia 26/03
17h – Oficina
19h – Exibição do vídeo A gente se ri (18 min) – Projeto Vernáculo
20h – Apresentação teatral O casamento de Chiquinha Muito Prazer – Mamulengo Alegria.

Dia 27/03
17h – Oficina
19h – Exibição do vídeo As aventuras de uma viúva alucinada (45min).
20h – Apresentação teatral Esse conto não é meu – Trapusteros Teatro.

Dia 28/03
15h – Oficina
17h – Apresentação teatral João e o Pé de Feijão – Voar Teatro de Bonecos.
20h – Apresentação teatral A Peleja do Vaqueiro Benedito contra o Capitão João Redondo – Cia. Roupa de Ensaio.

Dia 29/03
18h – Roda de conversa sobre Os fazeres da arte bonequeira.
Mediação: Chico Simões – Fundador do Grupo Mamulengo Presepada/ Ponto de Cultura Invenção Brasileira.
19h – Exibição do vídeo Caçuá de Mamulengo, Teatro de João Redondo (30min).
20h – Apresentação teatral O Romance do Vaqueiro Benedito – Mamulengo Presepada.

Fonte:
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *