Estudantes protestam durante visita do governador a Arapiraca

aW1hZ2Vucy8xNDM5MjE2MzQ1YWFhYS5qcGcCom faixas, cartazes e apitos, um grupo de estudantes da Universidade Estadual de Alagoas protestou durante a solenidade de inauguração das obras de duplicação da rodovia AL-110, que aconteceu no trevo Padre Jeferson, em Arapiraca.

Um ônibus da Uneal chegou ao local do evento na hora em que o governador Renan filho concluía o discurso. Rapidamente a assessoria do governador avisou sobre os manifestantes, e Renan Filho finalizou as palavras e toda a comitiva, inclusive o secretário estadual de Educação e vice-governador, Luciano Barbosa, saíram rapidamente do local, sem deixar que os estudantes pudessem ser atendidos pelo governador.

Se a educação está a maravilha apontada na campanha eleitoral, por que fugir dos alunos e não os receber, é a pergunta feita por muitos manifestantes.

Entre os manifestantes estavam alunos dos cursos de História, Pedagogia e Letras que reivindicam a contratação dos professores concursados. Segundo José Rocha, do Movimento Uneal Livre, a carência da Uneal é de 100 professores, mas até agora o governador só convocou 36 aprovados no último concurso.

A falta de professor é a grande prblemática na universidade. As vezes temos somente duas aulas por dia”, afirmou um estudante

As contradições são evidentes. “No início da gestão o governador demitiu os professores contratados com a promessa de legalizar a situação da Uneal, mas no entanto convocou menos da metade necessária para atender a demanda da universidade”, afirmou.

Os manifestantes também denunciaram a estrutura precária das salas de aula, falta de para realização de pesquisas científicas entre outras reivindicações.

Por: Redação com 7 Segundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *