Escolas cativam público com espetáculo de criatividade e beleza

17.9.2015 brasil-de-todas-as-telas internaA Agência Nacional do Cinema – ANCINE divulgou nesta quarta-feira (16), os resultados finais de duas Chamadas Públicas do Programa Brasil de Todas as Telas que apoiam o desenvolvimento de projetos e anunciou uma nova leva de investimentos em projetos de produção e distribuição de conteúdos para cinema e TV. Ao todo, o anúncio representa mais de R$ 61 milhões em investimentos no audiovisual brasileiro independente.
A Chamada Pública PRODAV 03/2014, uma das ações do programa Brasil de Todas as Telas voltadas para o desenvolvimento de projetos, seleciona propostas de Núcleos Criativos para o desenvolvimento de carteiras de projetos. O objetivo é estimular a estruturação de um ambiente colaborativo de trabalho entre profissionais criadores, sob a direção de um líder, para o desenvolvimento dos projetos.
Foram selecionados 27 novos núcleos criativos, que irão desenvolver projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas, além de formatos de obra para as TVs aberta e por assinatura, salas de exibição ou vídeo por demanda (VOD). Além do mérito dos projetos apresentados, a avaliação levou em conta ainda a metodologia da dinâmica do núcleo e o perfil dos líderes.
A Chamada recebeu um total de 184 propostas, que foram analisadas por especialistas da ANCINE na primeira etapa da seleção. Em um segundo momento, 77 propostas classificadas foram avaliadas por uma Comissão de Seleção composta por dois representantes da ANCINE e por três profissionais independentes – o cineasta Lírio Ferreira, diretor de “Sangue Azul”; o presidente da Associação Brasileira das Emissoras Públicas Educativas e Culturais (Abepec), Israel do Vale; e o roteirista Fernando Toste.
As 27 propostas contempladas resultarão no desenvolvimento de 154 projetos: 81 longas-metragens de ficção, 4 longas-metragens de animação, 27 séries de ficção, 24 séries documentais; 16 séries de animação, e 2 formatos de obra audiovisual. Respeitando os critérios de regionalização definidos pelas regras do edital, 33% das propostas selecionadas são originárias das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e 11% são de produtoras sediadas na região Sul e nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. O valor total a ser investido nos 27 núcleos é de R$ 26.834.854.

Apoio ao desenvolvimento de projetos: 89 projetos selecionados

Já a Chamada Pública PRODAV 05/2014 – Desenvolvimento de Projetos oferece recursos a serem aplicados na etapa de desenvolvimento, com o objetivo de aprimorar e amadurecer tanto o roteiro quanto a estruturação técnica e financeira de cada projeto audiovisual.
Um total de 598 projetos foram inscritos na chamada, número 45,5% maior do que no ano anterior. Após a habilitação e o respectivo prazo para recursos, 177 projetos foram encaminhados para a Comissão de Seleção formada por dois servidores da ANCINE e pelos diretores e roteiristas Joel Zito Araújo, José Eduardo Belmonte e Leandro Saraiva.
Um total de 89 projetos, apresentados por produtoras de 15 estados brasileiros e do Distrito Federal, dividirá os recursos da linha. O investimento é de R$ 9.994.151,09, o que permitirá desenvolver 49 projetos de longas-metragens (44 filmes de ficção e 5 filmes de animação) e 40 obras seriadas para a televisão (16 séries de ficção, 15 de animação, e 9 séries documentais).
A seleção levou em consideração os critérios de regionalização definidos no regulamento da Chamada Pública. 31,5% dos projetos contemplados são das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e 13,5% são originários de produtoras da região Sul e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Novos aportes em produção e distribuição: 18 projetos beneficiados

Foi divulgada ainda uma nova leva de investimentos em quatro chamadas públicas do Programa Brasil de Todas as Telas que funcionam em fluxo contínuo. Um total de 18 projetos para cinema e TV receberão R$ 24.249.007 em recursos. Entre os selecionados nesta operação estão os novos projetos dos diretores Hector Babenco, Murilo Salles e Aly Muritiba, além da estreia na direção do ator Wagner Moura (a cinebiografia “Marighella”).
Por: Ministério da Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *