Durante operação, Gecoc prende colombianos acusados de agiotagem

miniatura (3)Sete pessoas foram presas, na noite desta segunda-feira (23), durante uma operação coordenada pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc). Dois alagoanos, quatro colombianos e um italiano foram presos acusados de estelionato, agiotagem, tráfico de drogas e pedofilia. A ação contou com a participação da Radiopatrulha (RP) e da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DRN).

Os dois alagoanos, identificados como Filipe Alves Costa Loureiro, de 30 anos, e Élson Vieira de Lima, de 36 anos, foram presos em um edifício localizado no bairro da Jatiúca. Com eles foram encontrados 1,5kg de maconha, 300g de cocaína e R$4 mil. De acordo com a assessoria do Ministério Público (MP/AL), eles eram os principais alvos da ação e das polícias e estavam sendo investigados há um mês.

O italiano Umberto Cerqueti, de 70 anos, foi preso em flagrante, acusado de pedofilia. No momento em que os policiais chegavam ao edifício dos alagoanos, ele foi visto com uma adolescente de 15 anos, entrando em um dos apartamentos. Desconfiados, os agentes entraram em contato com o casal e, em poucos minutos, constataram que Cerqueti havia feito promessas à vítima em troca de sexo.

Durante a operação, vizinhos denunciaram o comportamento estranho de um grupo de colombianos que residia no local. Ao fazerem a abordagem no apartamento, os policiais constataram que o bando praticava o crime de agiotagem, o que foi confessado por eles. Com o grupo, foi apreendido objetos de valor que eram dados como garantia dos empréstimos e vários cadernos de anotações sobre as dívidas, além do calor de R$4 mil.

Foram presos Jorge Leonardo Angulo Kaicedo, de 25 anos, Willian André Cordoba Varella, de 29 anos, Johnny Waldemar Giraldo Ramires, de 23 anos, e Wilkin Gusmão, de 33 anos.

Por: Gazeta Web

GALERIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *