Delegado conclui inquérito do Caso Dyllan e solicita prisão da mãe

aW1hZ2Vucy8xNDU0MzQxNDU0ZHlsYW4uanBnO delegado Magaiver Luiz, da Delegacia de Homicídio de Arapiraca, concluiu, na última quarta-feira (27) o inquérito policial sobre o Caso Dyllan, o garotinho de 3 anos que foi assassinado no último dia 21 de janeiro.

De acordo com a Polícia Civil, o delegado solicitou a prisão preventiva da mãe de Dyllan, Joyce Soares, que é suspeita de ter coparticipado do crime.

Em entrevista ao Portal 7 Segundos, o responsável pelo caso informou que já encaminhou o inquérito para o Ministério Público Estadual (MPE).

Com os trâmites legais, o MPE deve efetuar denúncia formal e encaminhar o processo para a 5ª Vara Criminal da Capital, que está sob responsabilidade do juiz Jamil Amil Albuquerque de Hollanda Ferreira.

Já está preso como principal suspeito pelo crime o padrasto de Dyllan, Meydson Alysson da Silva Leão, de 22 anos. O jovem está detido no Presídio do Agreste, localizado na zona rural de Girau do Ponciano.

Entenda o caso

No dia do crime, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) constatou que o pequeno Dyllan Soares, de apenas três anos, morreu vítima de espancamento.

Segundo o médico legista responsável pela necropsia, o corpo da criança apresentou vários hematomas e cortes na cabeça.

Em entrevista ao Portal 7 Segundos, a mãe do garoto negou ter participado do crime.

Por: 7segundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *