Concurso da Câmara de Vereadores de Traipu não sai do papel

dsc05840-418x215Em sessão extraordinária realizada no dia 04 de dezembro de 2015, os vereadores aprovaram por unanimidade Projeto de Resolução 05/2015 para realização de concurso público oferecendo 10 vagas, sendo:

Uma vaga de Assistente Jurídico, uma vaga de Assistente Contábil, uma vaga de Coordenador de Comunicação, duas vagas de Assistente Administrativo, uma vaga de Assistente de Comunicação, uma vaga de Redator de Atas, uma vaga de Motorista, duas vagas de Auxiliar de Serviços Gerais.




 O projeto foi de autoria da Mesa diretoria composta pelos vereadores Valter da Farmácia, Vânia Bezerra, Terezinha Freire e Zé Eduardo. Na época, o presidente relatou que a casa legislativa estava necessitada desse concurso, pois também atendia a uma recomendação do Ministério Público Estadual, que recomendou a realização do concurso tanto da Câmara quanto na Prefeitura.

DSC05276“Este será o primeiro concurso público que a Câmara realizará desde aprovação da Constituição do Brasil de 1988. Já estamos em negociação com a empresa que fará o certame e em breve será publicado o edital”, disse o Presidente da Câmara José Valter dos Santos.

Nem a prefeitura, nem a câmara atenderam a recomendação do Ministério Público, no entanto esse não é o único projeto aprovado na casa que não sai do papel. A Casa Legislativa, as prévias do último pleito eleitoral, aprovou vários projetos que serviram apenas como propaganda eleitoral, visto que esses foram constantemente apresentados em palanques.

O assunto foi discutido em redes sociais e jovens de Traipu que estão concluindo o ensino médio cobraram e relembraram mais um projeto que não sai do papel.

Não conseguimos falar com assessoria da Casa Legislativa, no entanto o portal se coloca a disposição para maiores esclarecimentos.

Por: Redação com Ascom

One thought on “Concurso da Câmara de Vereadores de Traipu não sai do papel

  • Avatar
    18 de novembro de 2016 at 16:45
    Permalink

    NOTA DE ESCLARECIMENTO:

    O presidente da câmara, vereador José Valter durante sua gestão vem dando exemplo de transparência para com a coisa pública, e ao atender a recomendação do ministério público no que se refere a aprovação da resolução para possivel realização de concurso público no ano em curso, o mesmo se baseou que a câmara municipal teria direito a receber a título de duodécimo valores referentes a verba indenizatória que o município de Traipu recebeu no dia 10 de dezembro do ano de 2015, no que se refere aos precatórios da educação. Ocorre que a câmara de vereadores não teve direito a citada verba, fato que inviabilizou a realização do concurso público, visto que as empresas que foram contactadas estipularam valores entre R$ 85 á 120 mil reais para contratação do certame , e o valor que a Câmara Municipal de Traipu recebe mensalmente na condição de duodécimo é pouco mais de R$ 130 mil reais, para pagamento de subsídios dos senhores vereadores, pagamento de salários dos servidores da Câmara, pagamento de fornecedores, entre outras despesas do parlamento municipal. Assim sendo, o presidente da Câmara lamenta o fato da não realização do concurso público por falta de recursos disponíveis.
    Atenciosamente,
    FRANCISCO DE ASSIS
    Assessor da Mesa Diretora

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *