Briga por eleitores fica acirrada em Traipu

A disputa por eleitores está bastante acirrada em Traipu. Cavalcante e Conceição Tavares brigam por aliados, e paralelo a esses, Lucas Santos visita correligionários em comunidades rurais, enquanto José Ailton, quer ser conhecido.

Pré-candidatos a prefeito, todos ganham e também perdem, o paradoxo é real, visto que alguns eleitores de Marcos Santos, ex-prefeito e pai do pré-candidato Lucas, estão chateados e alegam que ficaram a deriva nos últimos anos, o que é visto por analistas políticos com naturalidade, visto que ha alguns anos MS está sem mandato e seus últimos anos de gestão deixaram algumas sequelas na mente dos traipuenses. Conta com fieis eleitores para alcançar o objetivo.

Conceição Tavares está disposta a qualquer coisa para voltar ao poder, mas ainda tem sobre essa pendências na justiça, processos pendentes que repercutiram na mídia alagoana, resultando em crime de improbidade e muita explicação a ser dada.

O dinheiro dos Precatórios da Educação, usado em obras realizadas às pressas, as vésperas do último pleito, que resultou em serviço mal feito, a exemplo de obras de saneamento que afundaram, como aconteceu em Mumbaça e no próprio passeio Luís de Novais Tavares na cidade, onde os danos são visíveis, gerou complicações na parte elétrica e de saneamento. Não são falácias, imagens comprovam essas alegações.

Já o senhor Cavalcante, atual prefeito, também não está em situação confortável, é compreensível que esse passou por problemas de saúde e precisou ficar ausente, mas como justificar a manutenção de muitos servidores em cargos de confiança que so contribuíram para o atraso do município, alegações de populares, e agora corre contra o tempo para mostrar que pode colocar Traipu nos eixos diante de muitas reivindicações.

O advogado José Ailton também pode ser citado, contra esse pesa a falta de experiência, qual o seu envolvimento social em Traipu? Já que não desenvolveu atividades no Legislativo ou Executivo poderia esse sanar os problemas da cidade ribeirinha?

Todos esses fatores colocam os pré-candidatos em situações semelhantes. Há muitos pontos negativos que podem ser lembrados contra esses, contra uns, escândalos, contra outros, omissão, mas neste período que se aproxima, a população quer ouvir propostas que de fato possam mudar o estado vivenciado nas últimas décadas no município.

Quais os projetos para os jovens? Quais os planos para alavancar a economia da população ribeirinha? Em que poderão melhorar a Saúde? Buscarão alternativas para valorizar os profissionais da Educação? E os investimentos em Segurança, melhorias para a Guarda Municipal?

Esses são alguns pontos, há muito a ser feito, e nós estamos apenas começando a falar de política. Aguardem os próximos capítulos, onde iremos falar sobre a Câmada de Vereadores.

Bastidores da política

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *