População reclama de aumento nas passagens no transporte intermunicipal

Cortesia ao NN1O aumento no valor de passagens em transportes intermunicipais, entre as cidades de Arapiraca, Limoeiro de Anadia e Campo Alegre, causou insatisfação com os usuários do serviço. Os valores variavam majoritariamente entre R$ 4 e R$ 5, dependendo do povoado origem/destino, e foram reajustados para R$ 5,75, independentemente da distância entre os pontos.

“Não tem condições, uma passagem de uma van do Pé Leve Novo a Arapiraca, que é quase 10 km, custar R$ 5,75, onde a passagem de Arapiraca a Campo Alegre é quase a mesma coisa. A população está indignada”. A passagem para Campo Alegre, cerca de 40 km de distância de Arapiraca, custa atualmente R$ 6,00.

NN1 averiguou, na manhã desta terça-feira (06/08), dois pontos de transportes intermunicipais. No primeiro, as vans de transporte entre Arapiraca e Limoeiro de Anadia apresentam a seguinte tabela:

Confira os preços anteriores à mudança:
Limoeiro/Arapiraca: R$ 5,00 (18,75% a mais)
Pé Leve/Arapiraca; Genipapo/Arapiraca; Pé Leve/Limoeiro; Bom Jardim/Limoeiro: R$ 4,00 (43,75% a mais).

No segundo ponto, as vans de transporte entre Campo Alegre e Arapiraca apresentam o seguinte comunicado:

De acordo com os transportadores, todos os valores da tabela acima já são praticados, exceto o preço de Pé Leve/Arapiraca, que era R$ 3,00 e foi reajustado para R$ 6,00. Ambos os comunicados informam que os valores novos serão praticados a partir de 10 de agosto (10/08).

A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (ARSAL) publicou, no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (06/08), uma resolução que permite o aumento de até 7,27% no valor das passagens de todo o do Sistema de Transporte Intermunicipal de Passageiros de Alagoas. A medida só pode começar a vigorar a partir de 17 de agosto (17/08) deste ano.

Em contrapartida, a Arsal confirmou  que os preços já aprovados pela agência, antes da resolução publicada no DOE, são de R$ 5,75 para Limoeiro/Arapiraca, e R$ 6,00 para Campo Alegre/Arapiraca. Não há informações sobre determinações para os percursos intermediários, ou seja, em relação ao valor aplicado a Pé Leve/Arapiraca, por exemplo, que reajustou em mais de 40% nos dois pontos consultados, a Arsal ainda não informou se está inadequado.

A agência também informou que, ainda nesta terça, uma equipe de fiscalização se deslocará aos pontos citados nesta reportagem, para averiguar a legalidade dos novos preços, mas adiantou que reajustes não podem acontecer antes do dia 17 (17/08), conforme a determinação publicada no Diário Oficial.

NN1 conversou ainda com Marcondes Prudente, presidente da Cooperativa de Transporte Complementar de Alagoas (Coopervan). Marcondes informou que os aumentos devem ser autorizados pela Arsal, e que o transportador não pode alterar os preços sem regulação, “A gente da Cooperativa não pode aumentar por conta própria. Quem tem que oficializar o preço é a Arsal, não o transportador. Está errado da forma que colocaram. Não houve autorização desta forma, ainda não. É a partir do dia 17, e ainda vai ser discutido. Da forma que está ali, está desproporcional mesmo”.

Fonte: NN1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *