Condenada por improbidade, ex-prefeita de Traipu perde direitos políticos por quatro anos

Crédito: Reprodução

A ex-prefeita de Traipu, Maria da Conceição Teixeira Tavares, foi condenada em primeira instância por pintar prédios e bens públicos com as cores da campanha dela para reeleição. A sentença foi publicada na última terça-feira (2).
A Ação Civil Pública por atos de improbidade administrativa foi ingressada pelo Ministério Público do Estado (MPE).
Além de perder os direitos políticos por quatro anos, Maria da Conceição Teixeira Tavares deve ressarcir o município com um valor correspondente as despesas realizadas com as pinturas dos bens públicos.
De acordo com a sentença, a ex-prefeita ainda alterou o uniforme dos alunos, as cadeiras e carteiras das escolas municipais, o que contabilizou uma despesa de R$ 5.500,00.
“Não há como negar o caráter tendencioso do ato da ré que, dentre toda a palheta de cores, elege aquela usada em sua propaganda pessoal como político para pintar, não só um ou outro bem público, mas praticamente todos os bens e prédios públicos da municipalidade”, diz um trecho da decisão.
Após divulgação da condenação Tavares usou redes sociais relatando que só não é candidata se matarem ela, alegando que vai reverter a situação na justiça.

Por: Traipu Notícia com 7 Segundos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *