Alagoas já está totalmente integrada ao SUSP

Alagoas já está totalmente integrada ao Sistema Único de Segurança Pública – SUSP, com todas as suas unidades da Polícia Civil aptas a utilizar o Sistema Procedimentos Policiais Eletrônicos – PPE, para a elaboração dos Boletins de Ocorrência (BOs), como também os procedimentos cartorários, a exemplo de Autos de Prisão em Flagrante Delito e Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs).

Além do PPE, de acordo com o assessor técnico do Núcleo de Tecnologia da Informação, da instituição policial, João Lira Lucena, toda a base de Boletins de Ocorrência registrados no antigo sistema SISPOL, já está sendo transferida para o banco nacional de informações e ficará disponível para a consulta das Polícias Judiciárias dos demais estados da Federação.

“Estamos transferindo de forma on-line cópia da nossa base de dados do SISPOL e acreditamos que, em 15 dias, as informações de cerca de 1,3 milhões de BOs já estejam disponíveis na base nacional de informações. Essa integração permitirá que cada policial, em seu respectivo estado, acesse informações, podendo ver, em tempo real, se algum indivíduo possui ocorrências registradas em Alagoas”, explica o assessor técnico.

Publicidade

Para o delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, “o uso do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisional e sobre Drogas (Sinesp), no que se refere aos Procedimentos Policiais Eletrônicos (PPEs) é um marco da instituição e do governo Renan Filho, e resulta de parceria, firmada entre as secretarias Nacional (Senasp) e de Estado da Segurança Pública (SSP), e que permite maior integração de informações policiais”. Ele acrescentou que os servidores da instituição foram capacitados e, a partir daí, o “sistema passa a ser utilizado por todas as unidades da instituição”.

O Sinesp é uma plataforma de informações integradas, que possibilita consultas operacionais, investigativas e estratégicas sobre segurança pública, implementada em parceria com os estados brasileiros.

Já o Procedimento Policial Eletrônico (Sinesp-PPE) é gerido pela Senasp e o objetivo é implantar o novo sistema em todos os estados para que haja uma integração de informações e melhor leitura dos dados criminais de cada unidade da Federação.

Alagoas foi o nono estado a aderir ao novo procedimento que facilitará o trabalho de agentes, escrivães e delegados, em relação ao acesso e preenchimento de dados referentes às diversas modalidades de crimes.

O delegado Aydes Ponciano, gerente de Estatística e Informação (Geinfo), disse que, ao fazer a adesão ao PPE, Alagoas dá um passo adiante em termo de tecnologia, pois tem acesso a um sistema moderno que permite armazenar, tratar dados e informações para auxiliar na formulação, implementação, execução, acompanhamento e avaliação das políticas relacionadas com segurança pública, sistema prisional e execução penal, e enfrentamento do tráfico de drogas ilícitas.

Por: Ascom PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *