Estudantes de Palmeira dos Índios usam palma e juá para desenvolver xampu natural

Texto de Ana Paula Lins

Estudantes da rede estadual de Palmeira dos Índios estão desenvolvendo um produto inovador e bem nordestino. As alunas do ensino integral da Escola Estadual de Ensino Integral Graciliano Ramos pesquisam e trabalham em um xampu à base de palma e juá com fabricação 100% caseira. Uma ideia que nasceu no quintal de casa, já que as meninas são moradoras de povoados rurais onde essas plantas são bastante comuns.

O trabalho desenvolvido pelas estudantes Sabrina Duarte, Daysiane Lopes, Laísa Brandão, Lauane Melo, Paula Nunes e Renata Soares sob a orientação da professora Amparo Nunes e com apoio da professora de Química faz parte de um Projeto Integrador, ação de escolas de ensino integral que têm o objetivo de desenvolver projetos que beneficiem a comunidade local.

“O PI Cuidando da Saúde dos Cabelos com Produtos Naturais nasceu justamente dessa necessidade de desenvolver algo em prol da comunidade. E como as meninas vivem na zona rural e tem essas plantas cultivadas e utilizadas por suas famílias, foi lançado o desafio”, conta a professora Amparo.

Produto 100% natural – O juá, popularmente usado na higienização dos dentes e a palma, tradicional ingrediente da ração de animais do campo, encontraram nova utilidade com o trabalho das garotas. A palma, segundo as estudantes, ajuda a eliminar a caspa e o juá espuma e tem propriedades de ação higienizante ( a substância saponina). Daí surgiu a ideia do xampu.

“Queríamos fazer algo que fosse natural, não agredisse o cabelo e ajudasse a comunidade a ter uma renda extra. Estamos ainda em fase de testes e já usamos em nossos cabelos. Os primeiros resultados tem sido bons. O desafio agora é fazer o produto ter maior durabilidade”, revelam as garotas.




A diretora adjunta da Escola Graciliano Ramos, Angélica de Cássia Santos da Luz, diz que os Projetos Integradores trazem resultados excelentes não só na escola. “Este ano, temos mais de nove Projetos Integradores divididos em mais de 30 subtemas, todos eles focados em promover o empreendedorismo e o protagonismo juvenil com ações que contemplam o meio-ambiente, saúde e tecnologia. Os alunos pesquisam bastante, são muito empenhados”, informa a gestora.

​Por: Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *