Projeto ‘Samu nas Escolas’ é apresentado a alunos do interior do Estado

Texto de Arnaldo Santtos

Com o objetivo de discutir a importância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para a comunidade, a equipe da Base Descentralizada (BD) de Atalaia iniciou a primeira edição do projeto Samu nas Escolas, voltado a alunos de primeiro e segundo graus. A ação contou com o apoio das Secretarias Municipais de Saúde e Educação e envolveu cerca de quarenta alunos do 8º ano da Escola Municipal Antônio Amâncio.

 

Durante o evento foram demonstrados como são feitos os atendimentos e a forma correta de acionar o serviço. Também foram evidenciados os problemas que o trotes ocasionam à Central 192, uma vez que, segundo levantamento do Setor de Estatística do Samu, eles contribuem para retardar o atendimento à população.

 

 

Uma equipe multidisciplinar esclareceu as dúvidas dos alunos sobre o funcionamento do Samu. Também foi realizada uma simulação de acidente, para demonstrar como o solicitante de um atendimento deve passar as informações corretas para a Central 192.

 

“Foi explicado, passo a passo, como os usuários devem transmitir as informações e sobre a identificação dos pontos de referência”, destacou o coordenador da Base Descentralizada de Atalaia, Rafael Rocha.

 

Educar os alunos

 

Para o secretário municipal de Saúde de Atalaia, Juliano Montenegro, o projeto é Samu nas Escolas é importante porque se discute a relevância do órgão para a sociedade. Isso porque, ele é um serviço essencial, uma vez que realiza o atendimento das urgências e emergências.

 

“Essa parceria entre Saúde e Educação é de grande importância, pois os alunos serão multiplicadores dos conhecimentos adquiridos. Temos que atuar na conscientização, porque mais de 70% das ligações são trotes”, destacou o secretário Juliano Montenegro.

Por: Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *