Julho é o mês menos violento em Alagoas desde 2008

Julho de 2017 foi o mês que registrou o menor número de homicídios em Alagoas desde 2008. Segundo o Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC), foram notificados 107 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI).
Para se ter uma ideia, os meses mais violentos da série histórica foram março de 2011 e dezembro de 2013 que somaram, cada um, 232 homicídios.
 
Em maio deste ano, a Segurança Pública já havia registrado queda no número de mortes no Estado. Naquele mês, foram contabilizados 125 homicídios. A diminuição da violência está relacionada aos investimentos que o Governo do Estado vem realizando na área da Segurança Pública.
 
Até agora, já foram entregues sete Centros Integrados de Segurança Pública (CISP) nos municípios de Boca da Mata, Cajueiro, Girau do Ponciano, Murici, Ouro Branco, São José da Laje e São José da Tapera. O policiamento na capital e no interior também foi reforçado com a implantação do programa Força Tarefa e do sistema de radiocomunicação, que melhorou a troca de informações entre as forças policiais no combate ao crime.
 
No interior do Estado, os municípios de Belo Monte, Palestina, Pariconha, Senador Rui Palmeira, Pindoba, Carneiros, Batalha, Maravilha, Santa Luzia do Norte e Poço das Trincheiras não registraram sequer um homicídio este ano. Já em Arapiraca, desde a implantação da Força Tarefa, os Crimes Violentos Letais Intencionais vêm apresentando queda em comparação ao mesmo período do ano passado. Em maio, a redução foi de 52,64%; em junho, de 41,17% e em julho, de 57,15%.
 
 
 
O governador Renan Filho enfatiza que o trabalho permanente, integrado e promovido desde o início da gestão é o responsável direto pela redução dos índices de violência em Alagoas. “Estamos com os melhores resultados do Governo inteiro e de toda a série histórica. A construção dos Centros Integrados representa os maiores investimentos em Segurança Pública dos últimos 30 anos. Já temos sete Cisps funcionando e cinco em construção. Em breve, esses Centros vão cobrir uma população de mais de 400 mil pessoas. Isso é muito significativo”, afirmou Renan Filho.


Ele destaca, ainda, o empenho do Governo do Estado em valorizar os profissionais da Segurança Pública, convocando as reservas técnicas, realizando concursos públicos, além de investir na aquisição de novos equipamentos, como coletes, armamentos e também aeronaves. Renan Filho observa que o trabalho integrado desenvolvido pelas secretarias de Estado favorece o novo momento vivido pela Segurança Pública em Alagoas.
 
Ele enfatiza que não se combate violência apenas com a força policial, mas com programas sociais, educacionais e culturais. “Nesse trabalho conjunto, podemos citar ainda o avanço das escolas em tempo integral, o Juventude Empreendedora, os programas para ocupar os jovens e adolescentes nas áreas mais vulneráveis, o acolhimento e tratamento do dependente químico, do adolescente infrator. Isso tudo reunido colabora para a redução da violência e facilita o trabalho da Segurança Pública”, concluiu Renan Filho.
 
Para o secretário de Estado da Segurança Pública, Lima Júnior, Alagoas conseguiu reduções significativas no número de homicídios em julho, reflexo do trabalho que vem sendo desempenhado de forma integrada pelas Polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Perícia Oficial. Ele destacou que a redução de crimes desta natureza também reflete o trabalho desempenhado pelo serviço de Inteligência da Segurança Pública.


“Os números refletem os investimentos feitos pelo governador Renan Filho na Segurança Púbica, o trabalho realizado pelas equipes, sem esquecer  da grande contribuição da população alagoana, que auxilia a polícia através do Disque – Denúncia. Quero agradecer também ao apoio incondicional do Poder Judiciário e do Ministério Público e dizer que o trabalho irá continuar sendo feito de forma técnica, com foco no combate à violência”, destacou. 
 Por: Agência Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *