Vídeo:Marcos Santos e Juliana denunciam que sofreram agressões por falsos policiais do GECOC

whatsapp-image-2016-10-01-at-16-50-43O ex-prefeito de Traipu, Marcos Santos e sua esposa Juliana Kummer denunciam que foram agredidos por policiais que se diziam membros do GECOC (Grupo Estadual de Combate as Organizações Criminosas) .

O fato aconteceu na madrugada deste sábado (01) no povoado Riacho da Jacobina, zona rural de Traipu. Os policiais estão todos vestidos de preto e não apresentam nada que os identifique como do Gecoc, que faz um trabalho integrado ao Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE-AL).

O ex-prefeito Marcos Santos disse que recebeu a informação de que a prefeita estaria seguindo para a referida comunidade sob a suspeita de comprar votos, ele contou que foi até a comunidade e encontrou os policiais. O portal Traipu Notícia teve acesso a dois vídeos, onde é possível ouvir um homem, que seria o ex-prefeito Marcos Santos, abordando os policiais e perguntando o que eles faziam ali de madrugada.

Em seguida, uma mulher questiona se eles estavam lá para escoltar outro político em uma suposta compra de votos. Neste momento, o homem que gravava o vídeo cai após uma suposta agressão dos policiais. Na gravação, é possível ouvir os policiais dizendo repetidas vezes que são do Gecoc.

Toda a agressão foi gravada, e imagens que não chegaram a ser divulgadas foram apresentadas ao Juiz de Direito da comarca, Maurício Breda, bem como ao Secretário de Segurança Pública.

O promotor Hamilton Carneiro Júnior, membro do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público Estadual(GECOC) relatou a equipe de reportagem que nenhuma equipe foi deslocada para fazer segurança de qualquer candidato, em Alagoas. E que esse vídeo deve ser analisado e os envolvidos devem responder por tal atitude, mesmo sem ter visto o material divulgado, o promotor foi contundente ao afirmar que os policiais não pertencem ao Gecoc.

Marcos Santos e Juliana tiveram reunião com o secretário de segurança pública, Coronel Lima Junior no final da manhã deste sábado, que relatou estar acompanhando as investigações. Após a reunião Marcos Santos relatou que segundo Lima Junior, estava a critério do mesmo da vítima solicitar segurança pessoal do estado após ocorrido.

O comandante do 3º Batalhão de Arapiraca, J.Cláudio, informou que a ocorrência foi registrada na delegacia de Traipu. Os policiais fazem parte da segurança do promotor e candidato Eduardo Tavares(PSDB), e os mesmos após os procedimentos devem ser apresentar no 3º Batalhão, em Arapiraca. Os nomes deles não foram divulgados. Nossa reportagem tentou contato com a prefeita da cidade, mas não obteve êxito.

Por: Traipu Notícia com 7 Segundos

Foto: Jônatas Pedro/Traipu Notícia/7 segundos

3 thoughts on “Vídeo:Marcos Santos e Juliana denunciam que sofreram agressões por falsos policiais do GECOC

  • 2 de outubro de 2016 at 17:33
    Permalink

    Covardia e injustica

    Reply
  • 3 de outubro de 2016 at 11:06
    Permalink

    Era pra ter levado mais outras tapas, sujeito nojento.
    Pilantra…
    Parabéns Traipu por tirar de circulação esse meliante

    Reply
  • 8 de outubro de 2016 at 18:16
    Permalink

    Lamentável que a política chegou a este ponto. Ideias. Convicções. Propostas. Projetos e ideias devem vir a converter a populacao local ao debate. Violência nunca levou a nada.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *