Polícia Civil apresenta balanço das atividades de 2015

reunio1A Polícia Civil de Alagoas apresentou nesta sexta-feira (11), durante reunião com o secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, um balanço das atividades realizadas no ano de 2015 e também as metas previstas para o ano de 2016. O encontro teve as presenças de todos os integrantes da direção da instituição, que mostraram o trabalho executado por cada setor, além de delegados regionais.

O delegado-geral Paulo Cerqueira apontou a redução dos crimes de homicídio como uma das principais conquistas neste ano, graças às ações integradas com as demais forças policiais do Estado. Citou que a instituição confeccionou 97.482 Boletins de Ocorrência (BOs), e instaurou 18.002 procedimentos policiais, com a conclusão de 11.236 até o mês de novembro. Do total de inquéritos concluídos, 9.230 apontam os autores dos crimes, o que representa 82,15%, um índice significativo.

Entre as metas, estão o aumento do número de inquéritos instaurados e concluídos com autorias e prisões; aumento das ações de combate ao tráfico de drogas; capacitação e treinamento dos policiais civis; aumento do quadro policial em atividade-fim; investir em novas tecnologias de auxílio à investigação; renovação de equipamentos e da frota; renovação de mobiliário, equipamentos de proteção individual e de armamentos; a construção do DHPP/DRN/GPJ 1, Academia de Polícia e recuperação das unidades policiais.

O secretário Alfredo Gaspar de Mendonça agradeceu o apoio que vem recebendo da Polícia Civil durante a sua gestão, no combate à criminalidade. “Esse apoio se reflete nos números de redução da violência no Estado”, salientou.

Ele anunciou ainda para 2016, a construção de duas casas de custódia nas cidades de Arapiraca e União dos Palmares, o que vai permitir o fim das carceragens nas delegacias dessas duas regiões. Até 2017, a previsão é que outras três casas de custódia sejam construídas no Estado, reduzindo ainda mais a presença de presos nas unidades policiais.

Alfredo Gaspar disse que o compromisso e a união de delegados, agentes e escrivães, têm sido fundamentais para o combate ao crime em Alagoas. “Esperamos que, em 2016, com o apoio do governador Renan Filho, possamos oferecer melhores condições em termos de efetivo e de estrutura física à Polícia Civil”, concluiu.

A reunião teve as presenças da delegada-geral Adjunta, Luci Mônica; a superintente de Planejamento, Orçamento e Finanças, Kátia Emanuelly; os delegados Cícero Lima, Carlos Reis, Mário Jorge Barros e Ana Luíza Nogueira, que respondem pelas Gerências das Regiões 1, 2, 3 e 4; o gerente da Deic, Ronilson Medeiros, o corregedor-geral Osvaldo Nunes, e o diretor da Academia de Polícia Civil, Francisco Amorim Terceiro.

Por: Ascom PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *