Operação detém autores de incêndio a ônibus no Ouro preto

brasesUma resposta rápida das forças policiais culminou na detenção de quatro pessoas , sendo três de menoridade, envolvidas na ação criminosa ocorrida no bairro do Ouro Preto, em Maceió, na tarde deste domingo (13), quando foi incendiado um coletivo da empresa Real Alagoas.

Desde que foi recebida a informação uma mobilização determinada e comandada pelo secretário Alfredo Gaspar de Mendonça Neto ganhou a região do bairro e o cerco foi fechado. Após denúncia pelo 181 e quatro horas  de diligencias, os autores foram identificados e localizados; Numa casa , escondidos no quarto, estavam J. V.SS., de 16 anos, E.S.S,, e R.J.K.S., ambos de 17, o último com pernas e braços totalmente queimados. Uma prova crime sem nenhuma dúvida de sua participação, segundo a polícia.

Já Adriano Júnior Tenório da Silva, de 24 anos, foi preso na casa em frente com o revolver de calibre 32, municiado, utilizado para intimidar os passageiros, o cobrador e o motorista na hora do anúncio da ação criminosa.

Segundo levantamentos do serviço de inteligência, a ordem foi dada por Ivanildo  Nascimento da Silva, conhecido como “Aranha”, em retaliação a suspensão de visitas e entrada de alimentação no sistema prisional.  A Segurança Pública contou com a rapidez do Corpo de Bombeiros , evitando uma catástrofe no local, visto que aconteceu próximo a um posto de combustíveis, e nas buscas com o aparato total de policiais das forças de segurança pública do Estado.

“As diligencias iniciaram assim que ocorreu o fato. Como das vezes anteriores, só iriamos sossegar quando os autores fossem presos e responsabilizados por esse crime. A Segurança Pública não vive de cochilos, vive de ações e está altamente compromissada. A bandidagem não vai desmoralizar as forças de segurança do Estado que vem numa luta ferrenha para garantir a paz aos alagoanos. A resposta foi dada em tempo hábil e isso prova a capacidades dos nossos policiais”, afirma Alfredo Gaspar

Todos foram levados para a Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) para serem ouvidos pela equipe do delegado Acácio Junior, acompanhado do delegado-geral Paulo Cerqueira. Foi determinada também a apresentação do “Aranha” na especializada.

Por: Ascom PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *