Garoto de 13 anos confessa ter estuprado criança de 5 em Pariconha

03O delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, responsável pela 33ª Delegacia de Polícia Civil do município de Pariconha, Alto Sertão de Alagoas, ouve na manhã desta quinta-feira (21), o depoimento de um adolescente de treze anos suspeito de estuprar um menino de
cinco anos, no último sábado (16). O suspeito confessou, ao Conselho Tutelar, que cometeu o crime.

De acordo com informações da Polícia Civil, o adolescente, que é vizinho da criança, levou o menino para um matagal, onde teria cometido o estupro na noite de sábado. Ao chegar em casa, os pais do menino notaram que a criança se comportava de maneira estranha.

Durante o banho, o menino começou a chorar e a mãe constatou que o ânus do mesmo estava sangrando. Em seguida, ele disse à mãe que foi abusado pelo adolescente. Os pais seguiram com a criança para o Conselho Tutelar da cidade de Pariconha, onde foram orientados pelos agentes, que os levaram para a Delegacia regional de Delmiro Gouveia.

Já no domingo (17), a criança foi conduzida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Delmiro. A médica de plantão emitiu um laudo em que afirmava que o ânus do garoto estava bastante machucado, porém não havia a confirmação do estupro, já que o delito só pode ser confirmado mediante a realização de exame de conjunção carnal.

O menino foi conduzido nesta quarta-feira (20) por agentes do Conselho Tutelar de Pariconha, ao Instituto Médico Legal de Arapiraca, para a realização do exame, cujo resultado deve sair em um prazo de 15 a 20 dias.

O chefe de operações da 33ª Delegacia de Polícia (33ªDP), José Feliciano, afirmou que o depoimento de todos os envolvidos será realizado ainda na manhã desta quinta-feira na delegacia de Pariconha.

Ainda de acordo com José Feliciano, se o resultado do exame de conjunção carnal confirmar o estupro, a Polícia Civil vai solicitar à Justiça a internação do adolescente na Unidade de Internação de Menores (UIM). “Por se tratar de um crime hediondo, nós vamos pedir sim a internação do suspeito caso o crime seja confirmado”, disse.

Por: Gazetaweb

Foto: Ilustração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *